RESENHA: A Sétima Cela – Kerry Drewery

acelaTítulo: A Sétima Cela

Autor: Kerry Drewery

Editora: Astral Cultural

Gêneros: Suspense / Distopia / Romance

Ano: 2016

Páginas: 316

 

A Sétima Cela é uma distopia. Uma época onde não existem mais tribunais, presos com penas intermináveis, sistema penitenciário, nada disso. No lugar existe um reality show onde são apresentadas pessoas acusadas de cometer os mais variados crimes para que o público julgue e lhes condene, ou não, a morte. Isso em apenas 7 dias. Eles são mantidos em uma prisão conhecida como o corredor da morte. Aguardam a votação e no fim: Liberdade ou cadeira elétrica.

 

Nesse livro temos a história de Martha Honeydew, uma jovem de 16 anos, que confessa ter assassinado uma celebridade nacional, o queridinho da nação: Jackson Paige. Durante os próximos 7 dias em que Martha ficará no corredor da morte, ela será apresentada, julgada pelos telespectadores do famoso programa “Morte é Justiça” e se for considerada culpada irá para a cadeira elétrica.

 

Nesse tempo ela percorre 7 celas diferentes. Cada uma com suas peculiaridades, e onde a faz repassar por lembranças de sua vida, sua trajetória até o momento presente. Conhecemos um pouco de seu passado por esse meio. Enxergamos os personagens que se juntam a ela nessa trama e nos faz pensar se o que vemos todos os dias expostos nas mídias realmente faz jus a verdade. Temos uma ré confessa, em um programa sensacionalista que a mostra admitindo o crime, porém… Mais nada. Não buscam saber o que a levou a cometer o assassinato. Onde estão as provas? Realmente a justiça pode ser feita com apenas uma ligação? Realmente “Morte é Justiça”? Onde estão os questionamentos? Quem é essa garota? Qual a relação dela com a vítima?

 

NADA É APRESENTADO ALÉM DA ACUSAÇÃO JÁ CONDENANDO A GAROTA!!!!

 

NÃO EXISTE MAIS A MÁXIMA: “INOCENTE ATÉ QUE SE PROVE O CONTRÁRIO”

 

Muitas coisas nas lembranças de Martha são apresentadas ao leitor. Sua família. A família de Paige. Amigos e como se envolvem em toda essa situação. Personagens secundários que ganham voz a cada página virada. Emoções, conflitos, segredos escondidos e outros tantos a serem descobertos. Intrigas, confusões, nervos à flor da pele. Martha é uma assassina fria ou uma vítima da sociedade? Uma reviravolta no final.

 

Surpreendente, intrigante, sensorial e intuitivo são alguns dos adjetivos que posso falar sobre esse livro. Nos leva a pensar sobre como tratamos o ser humano, como vemos os que estão a nossa volta, se é que vemos. Como enxergamos a sociedade atual e o que podemos fazer para melhorar. O primeiro da trilogia A Cela. Claro que o final me deixou com gostinho de quero mais e espero o segundo volume com curiosidade e ansiedade a mil.

 

Anúncios

Um comentário sobre “RESENHA: A Sétima Cela – Kerry Drewery

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s