“Um livro sempre pode ser melhor.” Samanta Schweblin

WhatsApp Image 2017-05-09 at 13.23.40

Quem nunca refez o primeiro esboço, o primeiro rascunho, as primas frases de uma carta, as palavras de uma poesia?

Sim, tenho esse procedimento. Sempre que releio algo escrito surgem novas palavras, novas nuances, novas ideias e assim vou refazendo o caminho e antes que termine o texto refaço e refaço…

É algo que não consigo compreender. Mas que me devora. Muitas das palavras vêem a mente se impulso, num ímpeto de sair, correndo por entre os dedos em direção a ponta do lápis ou as teclas do teclado, para enfim surgir na folha branca, do caderno ou do computador.

Eu as acaricio, como parte d’alma revelada que agora não será só minha, será de outros que as lerem, que as pronunciarem e assim o vento as carrega, ganham o mundo.

Não importa o tempo, ou até mesmo importe, que o textos são finalizados, mas é um sem fim de recriar, reescrever, recontar que não nos alenta. E eis que para findar nossa sofreguidão desses tantos “res”, postamos a última carícia dada com esmero e coração.

Essas são as minhas impressões sobre a frase da imagem. Tenham um lindo dia.

Anúncios

4 comentários sobre ““Um livro sempre pode ser melhor.” Samanta Schweblin

  1. Após publicado, seu descontentamento se torna edições e mais novas edições, e o jorro violento continua a manchar as folhas brancas com novas manchas, sempre manchas, registrando que algo continua pulsando, ainda há um cordão umbilical.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s