Ensaio sobre a cegueira – José Saramago

download

Uma verdadeira ilustração do que poderia ser a frase de Einstein: “ Não sei como será a terceira guerra mundial, mas sei como será a quarta: com pedras e paus. ”

Uma narrativa sofrida, onde o autor demonstra o pior do que a humanidade pode se tornar.  Um verdadeiro mundo de provas e expiações onde o ser humano é reduzido ao mais primitivo do seu ser. Um mundo onde ninguém vê nada além de branco leitoso. Ou melhor, será que ninguém vê mesmo?

O livro começa com a ante página, na seguinte colocação: Se podes olhar, vê. Se podes ver, repara. ~ Livro dos Conselhos

Um mundo de cegos, onde o que impera para a maioria é a sobrevivência a todo custo, mesmo passando por cima, literalmente, uns dos outros. Começamos a analisar e a criticar cada pensamento, palavra e ação nossa, com o decorrer da leitura. A crueldade é demonstrada em diversas situações em que você lastima ter a capacidade da imaginação. Uma vez que ouvi a seguinte frase: “Se és capaz de imaginar, és capaz de fazer”.

“Uma coisa que não tem nome, essa coisa é o que somos.”

Não duvidei, e ainda não duvido, em momento algum durante a leitura, de que o ser humano realmente fosse capaz de todas as “proezas” descritas nesse livro. Uma história nua e crua de como a sociedade dita “civilizada” pode ser capaz de transformar-se em um pandemônio sem precedentes.

A riqueza de detalhes, a sabedoria em cada situação, a análise gerada em todos os conflitos… tudo o que se possa imaginar de grandezas e méritos ao autor, eu o faria com certeza. Pois nos faz perceber onde a humanidade por chegar e, acredito ainda que podemos ser capazes de não regredir a tanto, como evitar muitas das diversas situações citadas.

Assisti ao filme e me impressionou todo o enredo. Finalmente puder contemplar essa incrível leitura, merecedora de todos os aplausos possíveis no mundo.

Assinatura Salmão

Anúncios

Filme Até o Último Homem

20161124-poster_ateoultimohomem

Eu assisti o trailer desse filme e fiquei doida para ir ao cinema, mas infelizmente não conseguir assistir lá. Graças a Deus temos Netflix!

Um jovem rapaz que decide entrar na guerra e salvar vidas, mas com uma convicção e uma promessa: nunca pegar em uma arma.

O jovem Desmond Doss, Soldado Doss, enfrenta os obstáculos de cara, com ironias feitas pelas companheiros, pelos superiores, chega a enfrentar uma acusação por defender sua crença, é humilhado e desacreditado por todos. Até que uma pessoa inesperada o ajuda e assim o soldado Doss vai para a guerra como médico.

Imaginem uma guerra contra inimigos que não se consegue enxergar? Que aparecem de onde menos se espera e que você não imagina a quantidade que entra em combate?

Cenário típico, barulho, caos, bombas, tiros, sangue… E Doss enfrenta tudo isso desarmado. Dependendo da ajuda dos outros e da sua crença.

Filme de uma história real (amo esses filmes!!!) e existe também um documentário feito sobre essa parte da vida do Soldado Doss.

Segue o link do trailer

Inferno – Filme

download

Oie!!!

Venho trazer mais uma dica de filme. Sou suspeita em falar dos livros do Dan Brown, apesar de não ter lido todos ainda, sou super fã desse escritor. Ver suas obras criando forma na grande tela do cinema é algo magnífico. E hoje vou trazer o que senti sobre o mais novo filme adaptado de uma das obras de Brown: Inferno.

Mais uma vez nosso professor de história preferido, herói e protagonista dos famosos livros de Brown, Robert Langdon se vê no meio do conflito “Bel X Mal”, onde percorre pistas para impedir uma catástrofe mundial. Mas temos uma particularidade nesse filme. O professor, tão renomado por sua memória, está com a perda recente da mesma, dos exatos últimos 2 dias.

Esse é um dos livros de Brown que não li, portanto, não poderei fazer comparação entre ambos. Mas como sempre, as adaptações desse escritor são recheadas de fatos históricos muito bem entrelaçados, nos fazendo gostar e tentar procurar um pouco mais por esses fatos apresentados. Será que foi exatamente assim que aconteceu? O que houve depois? O que a história por trás da história poderá estar encobrindo? Quais os vestígios ou fragmentos que podemos conseguir buscando um pouco mais sobre tudo isso?

Esse autor tem a capacidade de nos despertar a curiosidade através de seus livros. Com as adaptações, acontece o semelhante. As imagens, os fatos apresentados, os locais explorados, nos dão (pelo menos a mim dá) um desejo de procurar mais e mais fatos. Porém… Não ameeeeeeeeeeeeiiiiiii de todo o filme. Não tanto como os outros e principalmente o primeiro de todos que me despertou para buscar os livros de Dan. Agora eu não posso negar que é uma história surpreendente, onde você se questiona diversas e diversas vezes sobre quem realmente é o vilão e o mocinho.

Recomendo? Sim, muito bom e vale com certeza a pena assistir.

O Lar das Crianças Peculiares – Filme

olardascriancaspeculiares

Bem, bem, bem… O que dizer desse filme? A-do-rei!!!! Como sempre adoro os filmes do diretor Tim Burton. As cores, as imagens, a forma descontraídas dos personagens, o modo como interagem… tudo simplesmente fantástico!

Ele nos envolve em cada cena e suas tramas sempre nos fascina de alguma maneira. A música tem um show a parte também, os efeitos especiais imaginados por uma cabeça de um gênio e transformados em ação são de perder o fôlego.

Ah, e você leu o livro? Infelizmente não tive o prazer, ainda. Mas está na minha lista de prioridades de leitura para esse ano ainda. E espero cumprir a meta. rsrs

Já recebi feedbacks de que comparado ao livro deixou muito a desejar. Mas eu entendo que toda e qualquer adaptação é difícil de agradar a todos. O próprio nome diz: ADAPTAÇÃO. Não tem como ser igual e fiel 100% ao livro, novela, série… enfim.

Outra coisa. Não entendo de cinema, não sou crítica para ver todos os pormenores. Sei do que me agrada, assim, concluo ser um filme que vale a pena assistir. Recomendo com toooooooooda certeza!