Dica de Leitura: O Monge e o Executivo

Geeeeeeeeeente, amei ler esse livro, indico de todo o coração para qualquer pessoa que queira, tentar pelo menos, se entender um pouco mais. Leitura gostosa, material que serve pra tudo, pessoal, profissional, amorosa, enfim…

Ótima leitura, vale a pela conferir!

Bjus no coração e na alma.

capa o monge e o executivo

Anúncios

Novas Amizades

Geeeeeeeeente como é bom fazer novos amigo!

Estava em uma consulta hoje (rotina básica) e adoro conversar. Tinha uma moça lendo “O Monge e o Executivo(voltar a ler imediatamente), começamos a conversar e interagimos tanto que até trocamos ideias de livros, filmes, enfim. amei minha nova friend.
Sempre que possível, faça uma nova amizade, a troca de energia revitaliza a gente de uma maneira inexplicável.
Seja muito bem-vinda!

images (5)

Dia Interncaional da Mulher

Você comemora o Dia da Mulher? De que forma? Você sabe como surgiu este dia?

Aqui vão alguns fatos históricos.

A ideia de um dia internacional das mulheres surgiu ainda durante a Revolução Industrial e Primeira Guerra Mundial, quando ocorreu a incorporação da mão-de-obra feminina, em massa, na indústria. As condições de trabalho, frequentemente insalubres e perigosas, eram motivo de protestos constantes por parte dos trabalhadores. Muitas manifestações ocorreram nos anos seguintes, em várias partes do mundo, destacando-se Nova Iorque, Berlim, Viena (1911) e São Petersburgo (1913).

Em 1910, ocorreu a primeira conferência internacional de mulheres, em Copenhaga, dirigida pela Internacional Socialista, quando foi aprovada proposta da socialista alemã Clara Zetkin, de instituição de um dia internacional da Mulher, embora nenhuma data tivesse sido especificada.

No ano seguinte, o Dia Internacional da Mulher foi celebrado a 19 de março, por mais de um milhão de pessoas, na Áustria, Dinamarca, Alemanha e Suíça.

Poucos dias depois, em 25 de março ocorreu um incêndio que matou 146 trabalhadores, a maioria costureiras, atribuindo culpa no precário sistema de segurança da época. Este foi considerado o pior incêndio ocorrido em Nova York até o 11 de setembro de 2001. Este fato leva erroneamente a ser considerado como a origem deste dia.

Na Rússia, as comemorações do Dia Internacional da Mulher foram o estopim da Revolução russa de 1917. Em 8 de março de 1917 (23 de fevereiro pelo calendário juliano), a greve das operárias da indústria têxtil contra a fome, contra o czar Nicolau II e contra a participação do país na Primeira Guerra Mundial precipitou os acontecimentos que resultaram na Revolução de Fevereiro. Leon Trotsky assim registrou o evento: “Em 23 de fevereiro (8 de março no calendário gregoriano) estavam planejadas ações revolucionárias. Pela manhã, a despeito das diretivas, as operárias têxteis deixaram o trabalho de várias fábricas e enviaram delegadas para solicitarem sustentação da greve. Todas saíram às ruas e a greve foi de massas. Mas não imaginávamos que este ‘dia das mulheres’ viria a inaugurar a revolução”.

No Ocidente, o Dia Internacional da Mulher foi comemorado durante as décadas de 1910 e 1920. Posteriormente, a data caiu no esquecimento e só foi recuperada pelo movimento feminista, já na década de 1960, sendo, afinal, adotado pelas Nações Unidas, em 1977.

Para encerrar apenas um trecho de uma música que cabe bem no contexto de hoje.

“Histórias, nossas histórias, dias de luta, dias de glória”

*fonte http://pt.wikipedia.org